A Rocha Líbano

O sapal de Aammiq, a última e a maior zona úmida no interior do Líbano, foi salva da drenagem e foi alargada graças ao trabalho de A Rocha que mobilizou agricultores locais, proprietários de terras e aldeões. Ao longo de três anos, foram realizadas três mil horas de supervisão no terreno por A Rocha Líbano, em parceria com a Sociedade para a Proteção da Natureza no Líbano, o que levou à instituição de 11 novas Áreas Importantes para a Preservação de Aves (IBAs) pela BirdLife International e à criação de uma enorme base de dados ornitológica.

Graças a uma iniciativa desencadeada por A Rocha Líbano, conjuntamente com a Reserva de Cedros de Shouf e a Herdade de Skaff, parte dos lucros de um novo restaurante ecológico, Tawlet Ammiq, irão ajudar a financiar a gestão do sapal de Aammiq e da reserva de cedros. Enquanto apreciam a comida e a vista, os comensais contribuem para a proteção destes habitats raros, que são fundamentais para sustentar a economia agrícola local e que abrigam uma abundante vida selvagem, além de dezenas de milhares de aves migratórias.

Visite o site de A Rocha Líbano (em inglês)

Guia de 200 aves comuns do Líbano 1 ago 2017
Dois autênticos guardadores do clima: Don Fernando e María Luz 1 ago 2017
Latest News
Protegendo o santuário intermareal de Lee Abbey 1 ago 2017
Por que nos preocuparmos com microplásticos? 1 jun 2017