A Rocha Quênia

“Natureza conservada, pessoas transformadas” − A missão de A Rocha Quênia é contribuir para a restauração e conservação de áreas ecologicamente sensíveis e para a transformação da compreensão e apreciação do povo pela criação de Deus.

Mwamba é nosso Centro de Estudo de Campo no litoral, ao lado do Parque Nacional Marinho Watamu e perto da floresta Arabuko-Sokoke, a maior remanescente de uma floresta costeira seca que se estendia originalmente da Somália ao Moçambique. Ela contém um número incomumente alto de aves raras e também o musaranho-elefante de costas douradas Rhynchocyon chrysopygus. Mida Creek, também próximo, tem importantes florestas de mangue enquanto a Floresta de Dakatcha, localizada 40 km ao norte de Malindi, é o único local de nidificação conhecido no mundo do Ploceus golandi, o tecelão de Clarke. Visitantes de todas as áreas – conservacionistas, pesquisadores, estudantes, grupos comunitários e turistas – participam dos nossos programas práticos de conservação nesses sítios, que incluem pesquisa, educação ambiental e conservação de comunidades.

Em 2001 A Rocha Quênia estabeleceu o Plano de Escolas e Ecoturismo Arabuko-Sokoke (Arabuko-Sokoke Schools and Eco-tourism Scheme, ou ASSETS) que apoia crianças carentes que vivem em torno da floresta e do riacho Mida com bolsas de escola secundária patrocinadas por atividades de turismo local sustentável.

Nossos projetos científicos incluem monitoramento de aves, pesquisa do recife de corais e estudos de regeneração da floresta, que embasam nossos programas de conservação.

Abordagens bem-sucedidas em Watamu nos levaram a estabelecer mais duas estações de campo, enquanto um novo centro de estudo de campo é desenvolvido em Nairobi, onde o treinamento em agricultura de conservação (“Farming God’s Way”) está melhorando vidas.

A Rocha Quênia foi registrada como organização não-governamental em 1999.

Visite o site de A Rocha Quênia (em inglês)

Por que nos preocuparmos com microplásticos? 1 jun 2017
Um novo livro em francês: Évangile et changement climatique 1 jun 2017
Latest News
A Rocha Canadá levanta um celeiro 1 jun 2017
O acordo sobre o clima – de Paris a Pittsburgh 1 jun 2017