Um tributo vivo aos líderes d’A Rocha

28 de outubro marcará um ano desde o terrível acidente rodoviário em Port Elizabeth, África do Sul, que ceifou as vidas de Miranda Harris e Chris e Susanna Naylor. Foi um ano de luto, desorientação e luta pela família d’A Rocha. Foi também um ano em que vimos muitos sinais de sua influência duradoura e de seu legado em vidas transformadas, paisagens restauradas e um compromisso renovado de cuidar da criação de Deus.

Um desses sinais é o Observatório de Aves Memorial A em Kuzuko Lodge, onde os Naylors e Harrises vinham explorando uma parceria de conservação. Oficialmente aberto em 4 de setembro, após vários atrasos causados pela COVID-19, o observatório fica em uma colina anteriormente desolada, com vista para um lago criado especialmente para o efeito. Durante os primeiros três meses, mais de 50 espécies de aves foram já observadas ali – e as aves migradoras ainda nem chegaram.

Murray Tessendorf, Diretor Nacional d’A Rocha África do Sul, acrescentou: «Essa lagoa vai fervilhar de vida! Um tributo vivo e apropriado à vida daqueles que significaram tanto para tantos de nós. O bom trabalho que eles começaram continua.»

Incêndios, exploração madeireira e mudança climática 2 out 2020
Atualização: Apelo do Coronavírus 1 out 2020
Últimas notícias
Um tributo vivo aos líderes d’A Rocha 1 out 2020
Últimas notícias da campanha Atewa 1 set 2020