Samuel Chiu

Coordenador de projetos do leste asiático

Samuel Chiu (Melissa Ong)

Depois de ser pastor em uma igreja chinesa num subúrbio de Toronto, no Canadá, Samuel se mudou para Vancouver para estudar no Regent College, à procura de uma melhor compreensão da relação entre a fé cristã moderna e o consumismo. Lá, ele conheceu A Rocha e se animou com o envolvimento de cristãos do Canadá e de todo o mundo na proteção da criação de Deus, que sempre foi a sua paixão. Ele, então, se juntou à equipe d’A Rocha Canadá em 2010, com o objetivo de atingir as comunidades asiáticas do Canadá. Em 2012, ele se juntou à equipe internacional em tempo parcial (a partir de Vancouver, com sua esposa Rebecca) para coordenar o nosso programa para a região da Ásia-Pacifico.

Para além do seu trabalho com A Rocha, o Samuel é um Obreiro Oficial da Aliança Cristã e Missionária do Canadá, a sua denominação desde os anos 1990, com o papel específico de criar diálogo e envolvimento no cuidado com a criação, dentro e fora das igrejas, tanto no Canadá como a nível internacional.

Conte-nos sobre o seu trabalho na Ásia.

Estou ajudando a fomentar e desenvolver movimentos de cuidado com o meio ambiente neste estágio inicial, juntando nossos contatos regionais, inspirando a formação de alguns grupos de ação local e ajudando estes grupos e redes a refletir sobre como podem colocar suas convicções em prática. No momento estamos trabalhando, em diálogo contínuo, com esses grupos em Singapura, Kuala Lumpur e Hong Kong, apoiando e provendo material, quando disponível, para que se desenvolvam enquanto assimilam as características e o ‘ethos’ de A Rocha. Em Taipé, comecei a conectar pessoas e grupos que pensam parecido, sendo que o principal objetivo é a tradução de um livro. Nas Filipinas há um grupo bem estabelecido que está ansioso por se tornar um Projeto Associado A Rocha. Estou guiando-os para satisfazerem os nossos requisitos.

Você está traduzindo o livro Planetwise para chinês tradicional. É muito difícil?

Já traduzi artigos de revistas, mas um livro inteiro é muito mais difícil! Eu sei muito bem que no momento não há praticamente nada em chinês sobre as bases bíblicas para a responsabilidade ambiental, por isso quero fazer um bom trabalho, pois essa tradução pode influenciar imensamente a forma como a igreja asiática reage. Alguns trechos precisam ser reordenados ou reescritos, assim ajuda muito o fato de que eu conheço o autor Dave e que já o ouvi pregar. Eu entendo o contexto de muitas das histórias que ele conta. Muitas vezes tenho que encontrar metáforas diferentes ou formas diferentes de argumentação para que os meus leitores entendam a mensagem.

Do que você mais gosta?

Quando converso com outros cristãos, e eles entendem que o evangelho é muito maior do que eles pensavam, que é relevante em todas as partes da suas vidas, isso me empolga.

Eu não poderia fazer o meu trabalho sem…

Energia e paixão.

A Rocha tem febre de festivais! 1 ago 2019
Conservação através da educação ambiental 1 ago 2019
Últimas notícias
Painhos: Lança a tua ave sobre as águas! 1 ago 2019
Ofereça água pura de presente 1 nov 2018